O coco e a crise

outubro 13, 2008

Meu pai me contou uma história outro dia digna de um post. Em frente ao prédio em que ele trabalha, na zona sul de São Paulo, um homem monta diariamente uma barraquinha e vende cocada para quem passa por ali. Na semana passada, um amigo do meu pai foi comprar o doce e recebeu uma notícia inesperada: “a cocada subiu”, disse o vendedor.

– Subiu? Para quanto? – perguntou o cliente.
– De R$ 1,50 para R$ 2,00.
– Por quê?
– Culpa dessa crise aí fora, doutor.

Boa, não? A crise do subprime americano já chegou à cocada vendida nas ruas de São Paulo.

Anúncios

Criatividade para combater a crise

abril 9, 2008


Era de se esperar. Os imóveis na Europa, de uma forma geral, e na Espanha, em particular, alcançaram preços exorbitantes nos últimos anos. E enfim chegou a hora de parar de comprar. O mercado imobiliário espanhol está em crise e a venda de casas e apartamentos caiu 30% de janeiro até agora. Na tentativa de retomar as vendas, as imobiliárias inventaram prêmios criativos para atrair o consumidor. A Prasa, por exemplo, criou o Sueldo Prasa, que promete o pagamento de um salário de 800 euros mensais ao comprador por um ano. Já a Urbig lançou a promoção dois por um: quem comprar um imóvel leva o segundo pela metade do preço. Na Urbas, quem comprar uma casa leva um cheque-família de 2.000 euros para cada filho e se a mamãe dos pimpolhos não trabalha, leva ela também um cheque no mesmo valor. Além dos brindes, há quem apele para o saldão. A Habitat oferece 400 casas com descontos entre 10% e 20%. As promoções foram anunciadas no Salão Imobiliário Internacional de Madri (SIMA), que acontece na capital espanhola de hoje até 12 de abril.