Filmes de graça na internet

janeiro 21, 2009

computerUm novo modelo de negócio começa a se desenvolver, possibilitando assistir filmes antigos e capítulos de séries gratuitamente pela internet. O segredo está em exibir publicidade nos intervalos, como se fosse um canal de televisão. E é daí que vem a receita financeira para o negócio funcionar. O Hulu, por exemplo, restrito a residentes nos Estados Unidos, transmite programas da Fox e firmou acordos com Metro-Goldwyn Mayer, Sony Pictures Television, Warner Brothers y Paramount Pictures. Sling.com e TV.com funcionam de forma similar. Grandes redes de televisão americanas também oferecem, na internet, sua programação. É o caso da ABC e CBS. Na Espanha, segundo o jornal 20 Minutos, TVE e La Sexta também disponibilizam seus programas gratuitamente na rede.

Anúncios

Mais lançamentos para animais de estimação

setembro 18, 2008
Claudia Silveira/G1)

Cachorro da raça shih-tzu com cachos modelados (Foto: Claudia Silveira/G1)

O gigante mercado dos bichinhos de estimação não pára de se reinventar. Na Pet South America, uma feira internacional voltado para animais de estimação que acontece nesta semana em São Paulo, é possível encontrar suplementos alimentares para cachorros, que agem no humor dos animais e aliviam o estresse, um colchão magnético, indicado para cães estressados, rações light para cachorros, gatos e aves, segundo reportagem do G1. Os tratamentos estéticos também já chegaram para os bichanos. As pet shops oferecem o uso de prancha alisadora e modeladores de cachos para os animais de pelo longo. Os aparelhos, desenvolvidos especialmente para os bichos de estimação, segundo o G1, não machucam e nem queimam a pele do animal.


Funeral de luxo custa R$ 40.000

setembro 12, 2008

Chega a São Paulo a Funeral Home, um empreendimento que se diz a primeira funerária de luxo da cidade. Segundo reportagem do G1, a empresa oferece, entre outros serviços, lembrancinhas batizadas de “bem-velados” (como os bem-casados) e apresentação de um quarteto de cordas, tudo num casarão de 1928, com 739 m² de área construída, localizado na região da avenida Paulista. São 26 ambientes, sendo quatro salas de velório – Roma, São Paulo, Paris e Nova York -, cada uma com o seu preço, uma capela ecumênica, banheiros, terraço, deck e até uma sala equipada com televisão de 42 polegadas e computadores conectados à internet. O aluguel da sala mais barata é R$ 3.000 e sobe para R$ 4.000 caso a família opte pelo serviço de bufê simples, com café, chá, água e biscoitinhos. Se os parentes do falecido quiserem fechar a casa com exclusividade e ter um bufê de comidinhas finas doces e salgadas é preciso desembolsar R$ 40.000. Um outro site, da Barbara Gancia, informe que o pacote é ainda mais completo. A Funeral Home dá toda a assessoria aos familiares, desde a saída do corpo do hospital até a missa de sétimo dia, tratamento e embelezamento do corpo, transporte para a família, valet, assistência social, serviços burocráticos, aviso aos parentes e amigos, aviso de missa, anúncio fúnebre e decoração, além da realização de cultos ecumênicos.


A indústria musical se reinventa

setembro 11, 2008

Vender CD é coisa do passado, já dizem alguns. E a indústria da música sente essa mudança cultural no caixa. Mas os empresários do ramo não descansam e continuam se reinventando. A empresa espanhola La Banane Box lançou o Yes.fm, um site que permite ao usuário escutar as músicas que quiser pelo preço mensal de 9,80 euros – sendo que no primeiro mês se pode fazê-lo por dois euros, segundo notícia do jornal ADN. Os criadores do Yes.fm dizem que querem devolver o valor à música com o projeto. O Yes.fm tem um similar no mercado, mas que atua um pouco diferente. No Last.fm, disponível em 12 idiomas, inclusive o português, não é preciso pagar para ouvir música, desde que o usuário aceite ver propagandas. Caso prefira não ver os anúncios é possível fazer uma assinatura. No site o internauta se conecta com outros usuários que têm gosto musical semelhante ao seu e troca informações sobre bandas e canções.


Restaurante fica em cima de árvore no Japão

julho 23, 2008

O sonho de muita criança é ter uma casa na árvore. Pois um empresário japonês realizou o feito depois de adulto. Ele abriu um restaurante seis metros acima do chão, em cima de uma árvore, em Okinawa, no Japão. No cardápio pratos da cozinha japonesa, tailandesa, coreana, chinesa e indiana, segundo o G1. Quem quiser freqüentar o estabelecimento precisa encarar uma estreita escada em caracol.


Esgoto humano vira fertilizante barato

julho 16, 2008

O custo do fertilizante convencional utilizado na agricultura é atrelado ao petróleo e, por isso, subiu muito nos últimos tempos. Uma alternativa 80% mais em conta, no entanto, já surgiu no mercado. Na Inglaterra, muitos donos de terras estão comprando dejetos humanos para fertilizar suas plantações. A empresa Severn Trent Water, que fornece 600.000 toneladas de dejetos a fazendeiros por ano, nem consegue atender à demanda, segundo reportagem da BBC. No último ano a procura pelo produto subiu 25%. O único problema do fertilizante mais barato é o cheiro. O fazendeiro inglês Jonathan Barrett, que tem 4.500 acres com plantações em Norfolk, no nordeste da Inglaterra, admite que seus vizinhos reclamam do mau cheiro. Os dejetos humanos têm uso autorizado na agricultura, mas estão proibidos na plantação de vegetais que servirão para saladas, de frutas e aqueles cuja raiz é consumida. Após o tratamento que o esgoto recebe, 99% dos microorganismos nocivos são mortos.


Adeus às tarefas domésticas

julho 15, 2008

Por 20.000 euros você pode se livrar de vez das tarefas do lar. Um robô de 1,45 metro denominado Care-O-bot reconhece e manipula objetos, ajudando os seres humanos na lida doméstica. Ainda em desenvolvimento no Instituto Fraunhofer de Engenharia e Automatização de Stuttgart, na Alemanha, o mordomo eletrônico está apto a trazer e levar objetos e operar máquinas, segundo reportagem da BBC. Ele dispõe de uma bandeja na parte da frente que permite, por exemplo, levar para seu “dono” um cafezinho na cama. Além disso conta com uma câmera que impede o choque com os móveis da casa. Num futuro próximo os pesquisadores esperam programar o robô para fazer mais tarefas domésticas, como lavar a louça e passar a roupa.