Multa de 900 euros por usar salto alto

junho 22, 2009

sapatoUsar salto alto pode sair caro. Na Espanha, uma mulher foi condenada a pagar 900 euros ao dono de uma casa porque, ao entrar no imóvel, ela danificou o piso recém-colocado. Seus sapatos estavam sem proteção no salto, deixando expostas as partes metálicas, o que causou marcas no chão. O dono da casa queria uma indenização que cobrisse todos os gastos com a troca do piso, mas a Justiça local achou um exagero, já que as marcas enfeiam o ambiente, mas não afetam a funcionalidade do piso, segundo o jornal 20 Minutos. A mulher foi condenada porque, de acordo com o juiz, ela teve responsabilidade nos danos, já que sabia que seu salto estava sem proteção no salto.

Anúncios

Legalizar o casamento gay pode ajudar a economia americana

junho 19, 2009

casalA legalização do casamento entre homossexuais nos Estados Unidos poderia injetar US$ 9,5 bilhões na economia americana, segundo cálculos do Williams Institute – da faculdade de Direito UCLA – publicados pela Forbes. Com base nas estatísticas dos estados americanos onde já é permitido o casamento entre gays – Massachussets, Connecticut, Maine, Vermont , Iowa e New Hampshire – o Instituto calculou que se a união homossexual fosse permitida em todo o país, metade dos casais gays se casaria em três anos. Esses casais, ainda segundo o Instituto, gastam cerca de 34% menos que os héteros na hora de se casar. Estimando-se que existam 780 mil casais homo nos Estados Unios – de acordo com o Censo – os cálculos são esses:

– O gasto médio com presentes é de US$ 113. Como um casal recebe cerca de 75 presentes, chega-se ao montante de US$ 8.475, valor que multiplicado por 406 mil casais (pouco mais da metade e supondo que os convidados sejam tão generosos como nos casamentos de heterossexuais) chega-se a um resultado de US$ 3,4 milhões

– Com a recepção e o bufê, a média de gastos é de US$ 11.863. Multiplicando esse valor por 406 mil casais – menos os 34% – chega-se a US$ 1,6 milhão

– Ainda há os gastos com lua de mel (US$ 694 milhões), fotografia e vídeo (US$ 554 milhões), joias (US$ 502 milhões) e alianças (US$ 444 milhões)

– Por último, com a música (US$ 313 milhões) e outros itens, como organizadores de casamento, cerimônias, vestidos, flores e transporte, chega-se ao total de US$ 9,5 bilhões

Que tal aprovarem logo essa lei em todo o mundo?