Bebidas grátis para ex-Lehman Brothers

setembro 19, 2008

Em Manhattan, bar oferece bebidas grátis a ex-funcionários do Lehman Brothers

A quebra do Lehman Brothers prejudicou também bares e restaurantes vizinhos ao prédio do banco, no centro de Manhattan. No Tonic Restaurant & Bar, por exemplo, antes de fevereiro o pessoal do Lehman Brothers fazia dois ou três eventos corporativos toda semana. Depois de fevereiro os eventos se reduziram a nenhum, segundo nota de um blog da Reuters. Um prejuízo e tanto!  Mas para reconhecer a freqüência assídua dos funcionários do banco durante muito tempo, o Tonic decidiu ser solidário e vai oferecer nesta sexta bebidas grátis das 17h às 18h para os antigos empregados do Lehman Brothers. A promoção foi enviada por e-mail aos colaboradores, segundo nota do FrikiEconomía (minha inspiração espanhola para este blog).


Mais lançamentos para animais de estimação

setembro 18, 2008
Claudia Silveira/G1)

Cachorro da raça shih-tzu com cachos modelados (Foto: Claudia Silveira/G1)

O gigante mercado dos bichinhos de estimação não pára de se reinventar. Na Pet South America, uma feira internacional voltado para animais de estimação que acontece nesta semana em São Paulo, é possível encontrar suplementos alimentares para cachorros, que agem no humor dos animais e aliviam o estresse, um colchão magnético, indicado para cães estressados, rações light para cachorros, gatos e aves, segundo reportagem do G1. Os tratamentos estéticos também já chegaram para os bichanos. As pet shops oferecem o uso de prancha alisadora e modeladores de cachos para os animais de pelo longo. Os aparelhos, desenvolvidos especialmente para os bichos de estimação, segundo o G1, não machucam e nem queimam a pele do animal.


O muro de Berlim vai a leilão

setembro 17, 2008
Efe

Foto: Efe

Ele caiu há 19 anos e agora decidiram leiloá-lo. Ainda em perfeito estado, quatro pedaços do muro de Berlim, derrubado em 9 de novembro de 1989, serão vendidos em um leilão em breve, segundo reportagem do site EcoDiario. Quem tem interesse pode começar a reservar uma verba para a compra. Aliás, pai, coloca o seu pedaço do muro à venda também. Quanto será que vale?


Chineses compram resíduos nucleares

setembro 17, 2008

Sabe a história de comprar gato por lebre? Pois aconteceu com três chineses em visita ao Quirguistão, também na Ásia. Eles encontraram uma pedra de 275 quilos e a compraram por US$ 2.000 pensando ser um tesouro, segundo reportagem do site EcoDiario.es. Ledo engando. Decidiram levar a tal preciosidade para um especialista avaliar, em Pequim, e eis que surge o veredito: era material radioativo. A polícia foi chamada e o trio, liberado, sem lesões à saúde, aparentemente. Só fico me perguntando quem foi que vendeu essa pedra para os três rapazes.


Air Berlin diz que atender clientes em outros idiomas não é rentável

setembro 16, 2008

Uma prévia explicação antes do post que segue. Na Espanha, algumas regiões são bilingües, ou seja, falam igualmente o espanhol e um outro idioma. Na Catalunha, por exemplo, fala-se catalão, além do espanhol. Na Galícia, o galego, e assim por diante.

Bom, dito isto, a Air Berlin, uma companhia aérea alemã, decidiu dar um basta a um insistente pedido do povo espanhol. Moradores da Catalunha, das Ilhas Baleares e da Galícia insistem que os funcionários da companhia falem catalão, balear e galego, além do espanhol, durante os vôos na Espanha. A empresa se defende dizendo que o espanhol é a língua oficial do país e que a tripulação – toda alemã – já faz um grande esforço para falar em espanhol com os viajantes. Segundo reportagem do jornal El Economista, o diretor da Air Berlin para Espanha e Portugal disse que um estudo recente realizado pela Câmara de Comércio Alemã na Espanha mostra que o atendimento em outras línguas não é rentável. Já que a Air Berlin é uma companhia privada que visa o lucro, não teve dúvida ao declarar: ninguém é obrigado a voar com a Air Berlin. Quem não quer, que não voe! Precisa de mais alguma explicação?


Suvenires do Lehman Brothers vão a leilão

setembro 16, 2008

O banco pediu falência, mas seus funcionários já encontraram um jeito de ganhar um dinheiro extra. Algumas horas após o Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento dos Estados Unidos, anunciar a bancarrota, alguns empregados recolheram seus pertences, foram para casa e anunciaram suvenires da instituição no site de leilões eBay, segundo reportagem do G1. São canetas, garrafas de água com o logotipo da empresa e bonés, entre outros itens. Uma caneca, por exemplo, teve como lance inicial a cifra de US$ 15, mas já chegou a marca de US$ 41.


Funeral de luxo custa R$ 40.000

setembro 12, 2008

Chega a São Paulo a Funeral Home, um empreendimento que se diz a primeira funerária de luxo da cidade. Segundo reportagem do G1, a empresa oferece, entre outros serviços, lembrancinhas batizadas de “bem-velados” (como os bem-casados) e apresentação de um quarteto de cordas, tudo num casarão de 1928, com 739 m² de área construída, localizado na região da avenida Paulista. São 26 ambientes, sendo quatro salas de velório – Roma, São Paulo, Paris e Nova York -, cada uma com o seu preço, uma capela ecumênica, banheiros, terraço, deck e até uma sala equipada com televisão de 42 polegadas e computadores conectados à internet. O aluguel da sala mais barata é R$ 3.000 e sobe para R$ 4.000 caso a família opte pelo serviço de bufê simples, com café, chá, água e biscoitinhos. Se os parentes do falecido quiserem fechar a casa com exclusividade e ter um bufê de comidinhas finas doces e salgadas é preciso desembolsar R$ 40.000. Um outro site, da Barbara Gancia, informe que o pacote é ainda mais completo. A Funeral Home dá toda a assessoria aos familiares, desde a saída do corpo do hospital até a missa de sétimo dia, tratamento e embelezamento do corpo, transporte para a família, valet, assistência social, serviços burocráticos, aviso aos parentes e amigos, aviso de missa, anúncio fúnebre e decoração, além da realização de cultos ecumênicos.


A indústria musical se reinventa

setembro 11, 2008

Vender CD é coisa do passado, já dizem alguns. E a indústria da música sente essa mudança cultural no caixa. Mas os empresários do ramo não descansam e continuam se reinventando. A empresa espanhola La Banane Box lançou o Yes.fm, um site que permite ao usuário escutar as músicas que quiser pelo preço mensal de 9,80 euros – sendo que no primeiro mês se pode fazê-lo por dois euros, segundo notícia do jornal ADN. Os criadores do Yes.fm dizem que querem devolver o valor à música com o projeto. O Yes.fm tem um similar no mercado, mas que atua um pouco diferente. No Last.fm, disponível em 12 idiomas, inclusive o português, não é preciso pagar para ouvir música, desde que o usuário aceite ver propagandas. Caso prefira não ver os anúncios é possível fazer uma assinatura. No site o internauta se conecta com outros usuários que têm gosto musical semelhante ao seu e troca informações sobre bandas e canções.


A customização chega aos carros de passeio

setembro 9, 2008

A indústria automobilística brasileira está em evidência e deve atrair US$ 23 bilhões em investimentos nos próximos quatro anos. Mas é lá fora que as empresas apostam na customização dos modelos para agradar o público. A italiana Castagna, sediada em Milão e especializada em dar um toque especial aos automóveis, transformou o compacto 500 da Fiat em um veículo de praia, segundo reportagem do G1. Com bancos impermeáveis, entradas laterais esportivas, detalhes em madeira, acabamento em palha e um teto de lona, como nas barracas de praia, o carro tem motor elétrico e chega a 130 km/h, com autonomia de 140 km.

Outro modelo para praia é o protótipo Portofino, da Fiat. Desenvolvido na base do Fiorino, segundo o G1, as portas foram substituídas por cordas náuticas, o piso é de madeira e os bancos foram desenvolvidos com fibras naturais que passaram por processo de impermeabilização.

Já o Volkswagen Caddy Topos Sail é um protótipo da VW com tem teto de madeira e estrutura para os passageiros tomarem sol, segundo o G1. Seu design é inspirado em iates clássicos e por isso lâminas de madeira foram bastante utilizadas para compor o visual.


Show da Madonna movimenta R$ 15,6 milhões em São Paulo

setembro 1, 2008

Madonna completa 50 anos, sai em turnê e as economias de várias cidades do mundo ganham com isso. Uma reportagem do G1 mostra que cerca de 26.000 turistas devem chegar a São Paulo para assistir o show da cantora, que acontece no dia 18 de dezembro no estádio do Morumbi. Segundo a São Paulo Turismo (SPTuris), esses visitantes devem passar dois dias na cidade e movimentar R$ 15,6 milhões. Os hotéis já começaram a fazer reservas e preparam pacotes diferenciados para atrair o público. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) também se mobiliza ao distribuir, pelos hotéis, panfletos com indicações de locais para comer e beber na capital paulista. As casas noturnas não vão deixar essa oportunidade passar em branco. Várias festas estão sendo organizadas para homenagear a cantora. Na América do Sul, além de São Paulo, também recebem shows da turnê Sticky and Sweet Rio de Janeiro, Buenos Aires e Santiago.