Em restaurante argentino, quem faz o preço é o cliente

Um restaurante argentino inovou para vencer a concorrência. O Pampa Picante, em Palermo, Buenos Aires, não tem preços no cardápio. Depois de saborear a comida (que deve ser muito boa), o cliente diz quanto acha justo pagar pela refeição. Só têm preço fechado as bebidas e o serviço de mesa – quatro pesos por cliente. Os donos do restaurante decidiram fazer o teste por um mês, mas a idéia deu tão certo que já faz cinco meses que o consumidor é quem dita o preço da comida. Segundo reportagem do La Nación, entre 70% e 80% das pessoas pagam um preço razoável.

Anúncios

One Response to Em restaurante argentino, quem faz o preço é o cliente

  1. Ivan disse:

    Vejam até onde vai o mercado conhecido como de concorrência perfeita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: