A economia vem do leite


O Castelo de Wapnö, na Suécia, diminuiu suas contas de energia em R$ 400.000 por ano depois que passou a usar leite de vaca para aquecer a antiga edificação do século 18. Os 30.000 litros de leite retirados diariamente das 1.100 vacas do castelo saem de seu ambiente natural a 37 graus. Logo em seguida passam por um resfriamento e chegam a baixos três graus, para que durem mais tempo. A idéia do gerente do castelo consiste em aproveitar o calor que sai do processo de resfriamento e usá-lo no sistema de aquecimento. A engenhoca é formada por um equipamento de resfriamento de leite que produz calor e um trocador de calor. Através desse último, o ar quente produzido no processo é transformado em água quente. A água, por sua vez, é bombeada para as tubulações do sistema de aquecimento e abastecimento de água quente do castelo. Ufa. Parece trabalhoso, mas funciona e ainda gera economia. Antes, eram necessários 17 metros cúbicos de combustível para aquecer o castelo. Agora, o antigo boiler foi desativado. Já existem planos para a construção de um hotel próximo ao castelo que usaria o novo sistema, pioneiro na Suécia. Para a o empreendimento hoteleiro a engenhoca significaria uma economia de aproximadamente R$ 790.000 por ano. O meio ambiente também agradece.

A notícia completa pode ser lida no site da BBC Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: